Como será a volta ao escritório após o COVID 19?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on reddit
Share on telegram
Share on whatsapp
Covid 19: desafios e oportunidades para o design dos espaços de trabalho

Independente de onde você esteja, deve estar pensando em como será a volta ao escritório após o COVID 19.

Cada lugar, com suas características, escolheu como enfrentar esse momento de incertezas com a mesma técnica que os goleiros enfrentam a hora do pênalti: escolheram, às cegas, um lado para defender e contaram com a sorte. 

Alguns países, como o Japão e a Nova Zelândia, conseguiram atravessar a pandemia sem lockdown, mas com outras medidas restritivas e com a maioria dos trabalhadores em home office

Outros, como o Reino Unido, Itália e França deram os primeiros passos para retomar à vida normal, após paralisar todos as atividades que não fossem essenciais.

Porém, independente de qual foi a escolha, há decisões e providências a serem tomadas para que a vida possa seguir enfrente da melhor maneira possível.

Com base em um artigo do Cushman & Wakefield, uma consultoria imobiliária presente no mundo todo, apresentamos 7 passos para preparar o ambiente  e receber os colaboradores, parceiros e clientes com um sorriso na máscara e de braços abertos, mas com a devida distância. Confira:

people inside high-rise building with concrete wall
Como será a volta ao escritório após o COVID 19?
Photo by dylan nolte on Unsplash

 Os seis elementos do conceito 6 Feet

1. Quick Scan: Uma rápida mas profunda análise do ambiente de trabalho e os possíveis locais de propagação ou foco de vírus, e outras possibilidades de melhorias. 

A maioria dos ambientes que se expandiram com o crescimento de um negócio não tiveram o olhar voltado para todas as necessidades, menos ainda das futuras, ou melhores alternativas. Geralmente se faz o que é possível em curto espaço de tempo e com o mínimo de recursos.

A vida segue e as pessoas, com a sua grande capacidade de adaptação, improvisam para minimizar qualquer incômodo. 

Existe sempre alguma coisa que ficou por se fazer ou que precisava ser repensada.

Que tal voltarmos à prancheta e rever os gargalos de fluxo de gente e pontos de aglomeração, ventilação, iluminação e otimizar espaços subutilizados, distribuindo melhor as pessoas para manter o distanciamento necessário?

2. Rules: Segurança em primeiro lugar. Elaborar um conjunto de regras simples e objetivas de conduta para manter todos a salvo e o ambiente seguro.

Imaginamos que após essa pandemia, as regras da CIPA e as regulamentações sobre ambientes de trabalho deverão passar por mudanças.

Mas sua empresa não precisa esperar por uma lei para proteger seu capital mais valioso: a vida de seus colaboradores e de seus clientes.

Sair na frente e buscar soluções para quando a volta ao escritório acontecer vai melhorar o seu conceito diante dos defensores da sua marca e diminuir os riscos de afastamento por doenças respiratórias.

3. Routing:  estudar o fluxograma da empresa e criar alternativas para o uso frequente de escadas, elevadores e corredores estreitos. Abrir nichos de ventilação e melhor iluminação, sempre que possível. Ampliar ou alterar os horários de expediente e diminuir o fluxo de documentação física são algumas medidas que podem tornar o ambiente mais seguro, fluido e leve.

4. Workstation: Adaptações ou novos equipamentos para estações de trabalho mais produtivas e seguras.

Cada caso é um caso e cada realidade tem suas peculiaridades. Com expertise e criatividade é possível criar ambientes confortáveis e seguros respeitando o budget.

5. Facility: É muito bem vindo manter um funcionário treinado e preparado para responder às dúvidas e facilitar soluções ao grupo, no que diz respeito à segurança sanitária. Os prestadores de serviços de manutenção e organização dos espaços de trabalho e edifícios terão papel fundamental.

6.   Certificate: Comunicar a preocupação com a segurança e a saúde de todos é essencial. Coloque certificados em pontos estratégicos sobre as medidas tomadas. Além de informar, vai servir de lembrança que a prevenção deve continuar. 

brown wooden table with chairs
Preparado para a volta ao escritório?
Photo by Bas van den Eijkhof on Unsplash

Preparado para a volta ao escritório?

Dentro da medida do possível, esperamos que a volta de todos ao escritório seja a mais feliz e tranquila possível.

A OutooId, consultoria de design e estratégias para espaços de trabalho, se identifica com os seis passos da consultora Cushman & Wakefield e ainda acrescentamos mais um:

7. Engagement: engaje seus colaboradores na busca pelas melhores soluções, são eles que vivem e respiram os ideais do seu ambiente, dê a liberdade para que eles proponham novas rotinas, flexibilizem horários e localização física, agora que todo mundo ja experimentou o trabalho remoto e viu que é possível adotar mesmo que parcialmente esse modelo, ele pode ser um grande aliado no cuidado com a contaminação e também para a produtividade e saúde física e mental das pessoas.

Cada um pode reforçar os cuidados pessoais, como limpar a mesa, computador, telefone e a cadeira, uso de papel ao invés do toque direto em botões de uso publico como elevadores, descargas e torneiras, e passar álcool gel sempre que possível antes e depois de usar ambientes coletivos.

Coronavirus in China. Novel coronavirus, people in white medical face mask. Concept of coronavirus quarantine vector illustration. Seamless pattern

O respeito pela própria vida e dos demais deve ser cultivada e fortalecida cada vez que lembrarmos que manter distância segura é um ato de amor ao próximo e civilidade.

Você tem algum outro passo a acrescentar? Deixe sua contribuição nos comentários. 

2 Replies to “Como será a volta ao escritório após o COVID 19?”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *