PROCRASTINAÇÃO: CUIDADO COM ESSE VÍRUS!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on reddit
Share on telegram
Share on whatsapp

PROCRASTINAÇÃO: CUIDADO COM ESSE VÍRUS!
Photo by Pedro da Silva on Unsplash

A procrastinação é um vício que pode nos atacar, como um vírus.

E tal como o início de uma pandemia, nós pensamos que não seremos atingidos, até o medo se instalar e  nos paralisar.  

  • Quantas vezes você disse que queria todo o tempo do mundo para organizar sua vida?
  • Acabar com a bagunça? Arrumar o guarda roupa?
  • Organizar os livros? Colocar a leitura em dia? Limpar a sua caixa de e-mails?
  • Terminar o seu TCC? Fazer aquela faxina que só você pode? Criar um novo hábito?
  • Implementar um projeto, que nunca sai do papel?

Você deseja arrumar coisas e situações que estão lhe incomodando, não é mesmo?

Proatividade, pode vir! (SQN!)

Pois é, se você está em isolamento social, férias, no meio de um feriadão, de licença ou até sem trabalho, esse dia chegou! E o que você fez, até agora?

  • Listou os objetivos?
  • Enumerou as tarefas de cada etapa?
  • Organizou a sua agenda (que está lotada de tempo)?
  • Criou uma rotina proativa e está voando, quase literalmente, nesse recesso provisório e  chutou para longe a enrolação?

Você acorda focado todos os dias e quando vai dormir, olha no espelho e vê o reflexo de uma verdadeira máquina de realizações! (SQN!)

Mas, calma, antes de se sentir culpado por não conseguir realizar tudo o que deseja , saiba que esse “vírus” ataca 90% das pessoas adultas.

Segundo a psicóloga Naira Caroline Teixeira, especialista em Terapia Junguiana e de Sandplay, o prejudicial hábito da procrastinação, que faz com que nos sintamos tão pequenos diante da vida,  se deve a um nível de stress imposto pela sociedade e que encontra no medo do fracasso uma alavanca de potencialização.

Nós sabemos que em algum momento, praticamente, todo mundo passa por isso. E imaginamos que, quando chegar nossa hora, algum ser iluminado nos ajudará a sair do círculo vicioso da procrastinação. Pois , sabemos que em uma situação em que a rotina (do mundo) está normal, alguém vai puxar você (ou eu) de volta para o ritmo.

PROCRASTINAÇÃO: CUIDADO COM ESSE VÍRUS!
Photo by Ian Espinosa on Unsplash

Socorro! Estou procrastinando! 

Mas, e quando todo mundo está na mesma situação: parado, angustiado, assustado, sem respostas para suas dúvidas? E se, além disso, você estiver mergulhado em fake news, previsões sombrias, disse me disse, aplicativos de mensagens apitando o tempo todo? 

Como não ceder aos apelos dos canais dos influencers que prometem saber o que está acontecendo, ou pedem a sua ajuda para alguma coisa urgente, com lives de horas intermináveis?

O seu feed de notícias, no celular, parece uma porta giratória, e você já está até com dor nos olhos e pescoço de tanto ficar na mesma posição.

E aí, você olha para o lado, ou entra no grupo de amigos, do trabalho, e de outros que deveriam estar “tocando a vida” e percebe que todo mundo está como você, ou quase… 

PROCRASTINAÇÃO: CUIDADO COM ESSE VÍRUS!
Photo by Jaanus Jagomägi on Unsplash

Da rotina zero grau para o isolamento

Otto, o nosso herói, estava em Tóquio quando as medidas de restrição começaram a acontecer, durante a pandemia do Coronavírus e pensou que seria melhor ficar no país dos seus familiares paternos. 

Duas tias solteiras eram idosas e poderiam necessitar de alguma ajuda, já que ele era o único sobrinho.  

Permaneceu na Capital, onde  estava desenvolvendo negócios, mas imaginou que poderia ir até Okinawa, onde elas moram, caso a situação ficasse fora de controle.

Entretanto, logo percebeu que seria em vão, uma vez que sua visita poderia representar um risco para elas.

Tratou  de combinar um horário para se falarem todos os dias e coordenou, para as tias, a compra por aplicativo e a entrega de todo tipo de suprimentos,  e seguiu trabalhando na cidade aquática.

Tóquio não parou, mas os negócios que ele estava tratando ficaram congelados, até segunda ordem.

PROCRASTINAÇÃO: CUIDADO COM ESSE VÍRUS!
Foto: Euronews

Longe da namorada, dos amigos e da família e sem ter o que fazer, resolveu abrir a caixa do “depois eu resolvo”, tirar todas as coisas que lhe incomodavam e que sempre ficavam em segundo plano.

Dentro dela havia muitas ideias e pendências. Então, ele separou aquilo que poderia fazer naquele momento, dentro da realidade em que se encontrava.

Pensou que talvez fosse uma excelente oportunidade para negociar alguns serviços, pois imaginou que outros profissionais também estivessem ociosos e precisando preencher o tempo e o trabalho poderia render mais.

Pegou o seu Planner e o refez cuidadosamente – tinha tempo – e as atuais circunstâncias eram completamente impossíveis de se prever ou contornar.

Resolveu se concentrar em coisas que pudesse fazer à distância e que fossem rápidas para concluir, como repaginar o seu site e contratar alguém para fazer a ilustração de um livro que havia escrito.

Aproveitaria o tempo ocioso para finalizar a tradução para o idioma Inglês.

Também era hora de melhorar sua fluência em Chinês.  

Acessou seu site preferido para prospectar e contratar webdesigner no Brasil, ilustradorx na Itália e revisorx nos EUA.

Em um aplicativo mundial de ensino de idiomas contratou um professor de Mandarim, que mora em Shangai, para aulas diárias.

Para ele, o planeta continuava girando, e imaginava que as pessoas produziriam muito mais, já que estavam impedidas de sair de casa.

Estava até gostando desse break!

PROCRASTINAÇÃO: CUIDADO COM ESSE VÍRUS!
Photo by Huseyin Akuzum on Unsplash

Pare de cavar!

Três dias depois da primeira sessao, recebeu uma mensagem do aplicativo informando que o professor havia adiado todas as aulas do restante da semana.

Otto lhe enviou uma mensagem para saber o que havia ocorrido.

Recebeu como resposta que o mestre estava sem “cabeça”, pois enfrentava problemas financeiros.

Ficou irritado. Como resolver esse problema sem trabalhar? Justamente, ministrar aulas poderia ajudar aquela pessoa a resolver a situação. E ela não conseguia se concentrar? 

Lembrou de um livro que leu que dizia: “se você estiver em um buraco, pare de cavar!”

A procrastinação do professor estava aumentando o “buraco onde acumulavam problemas” e isso lhe traria mais medo e stress, que faria procrastinar mais, criando um círculo vicioso interminável. O próximo passo poderia ser uma depressão, que derruba a imunidade e contribuiu para a manifestação de doenças.

Otto pensou que se tivesse intimidade com ele poderia aconselhá-lo, mas entendia que isso não era possível nesse momento.

Tratou de baixar um app de Yoga para ajudar a manter o foco e preencher o tempo que ainda sobrava.

Uma semana depois, o webdesigner sumiu e não respondia mais.

O ilustrador fazia-lhe perguntas sem nexo e remarcava a data de entrega dos trabalhos e a revisora disse que estava com os sintomas do Covid-19.

Otto aumentou o tempo de exercício e se esforçava para que sua frustração não o fizesse desacelerar seus planos e permitisse ser arrastado para o mar de procrastinadores.

Era preciso nadar para o outro lado e resistir.

PROCRASTINAÇÃO: CUIDADO COM ESSE VÍRUS!
Photo by Dawid Zawiła on Unsplash

Não estocamos tempo!

Graças a sua insistência o webdesigner respondeu, havia entrado em parafuso, mas já voltava ao normal e apresentou o serviço que era de excelente qualidade, como se via nas referências de clientes da página do rapaz.

Mais calmo, Otto ligou para o ilustrador e conversaram. Esse ainda estava perdido no tempo, pois se encontrava no epicentro da pandemia na Itália e perdera a noção de dias e horas.

O nosso herói se deu conta que as pessoas estavam desperdiçando a oportunidade de tornar esse momento produtivo porque, ou estavam amedrontadas, ou não sabiam se planejar. E faziam com que essa fase se tornasse mais torturante.

A noção de ter muito tempo para fazer as coisas em um isolamento é uma ilusão.

Na realidade, o tempo que você não usa para melhorar a sua vida vai ser gasto da mesma forma, com coisas que vão abalar sua autoestima, como ficar no celular em busca de algum post, ou na tv em busca de uma notícia catastrófica ou uma fofoca.

Ninguém guarda tempo para usar depois!

Por último, a revisora se curou e retomou os trabalhos.

E confidenciou ao Otto que desde o começo ela havia sofrido com o medo de contrair a doença e essa possibilidade a assombrava e lhe tirava o foco. 

Muito antes de adoecer de fato, ela já estava enferma, esperando pelo pior.

Lamentou não ter produzido o que poderia, quando ainda estava saudável. Se isso tivesse acontecido, ela teria tido mais tranquilidade para se tratar, sem sentimento de culpa, e sua autoestima talvez armasse um escudo contra a doença.

person submerged on body of water holding sparkler
Procrastinação: não faça parte do problema
Photo by Kristopher Roller on Unsplash

Procrastinação: não faça parte do problema

Otto compreendia a dor alheia, mas se manteve forte em seus propósitos para não fazer parte do problema e sim da solução. 

Quando percebia que estava fraquejando abria novamente seu planner e revia as ações. Era seu próprio chefe e não condescendia com suas próprias chantagens emocionais.

Procrastinação era uma palavra que ele insistia em riscar do seu vocabulário, por mais difícil que fosse. 

Sabemos o quanto pode ser difícil se livrar do vírus da  procrastinação, mas sabemos também que você não vai querer fazer parte do problema!

Logo tudo isso vai passar e poderemos aproveitar para melhorar a nossa qualidade de vida, transformando a rotina para melhor.

E, para que você possa fazer parte da solução, segue a sugestão de um texto sobre 3 REGRAS DE OURO DA NOVA ADMINISTRAÇÃO DO TEMPO.

Você tem alguma estratégia para se livrar desse vício? Conte-nos nos comentários.

2 Replies to “PROCRASTINAÇÃO: CUIDADO COM ESSE VÍRUS!”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *