Antifrágil: um caminho para vencer as crises?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on reddit
Share on telegram
Share on whatsapp
person standing near cliff
Antifrágil: um caminho para vencer as crises?
Photo by Leio McLaren (@leiomclaren) on Unsplash


De tempos em tempos o mundo é sacudido por conflitos bélicos, catástrofes naturais, atos terroristas e (pan)epidemias.

Muitas vezes nos sentimos impotentes. As decisões e o enfrentamento são demandados por quem está acima de nós. E essas figuras públicas eleitas pela maioria podem não ser quem escolhemos (ou confiamos), como é o caso de prefeitos, governadores, secretários de segurança pública, deputados e senadores, ministros ou presidente da república.

E nesses momentos é muito fácil entrar em parafuso e despender tempo e recursos agravando ainda mais as consequências no âmbito pessoal, familiar, profissional ou comunitário.

Se você se identifica com essa situação, está na hora de conhecer o conceito de Antifrágil de Nassim Nicholas Taleb.

Antifrágil, um conceito de Nassim Nicholas Taleb
Imagem: Facebook

Quem é Nassim Nicholas Taleb e por que devo acreditar nele?

Taleb é um professor de riscos do Instituto Politécnico da Universidade de Nova York e também um próspero investidor do mercado financeiro, ambiente cheio de incertezas, imprecisões e ameaças e campo de experimento de suas teorias.

Graças ao seu profundo conhecimento de probabilidades e análise de riscos, no início de 2000, ele previu a crise que quebraria o banco Lehman Brothers, nos EUA.

Em 2004 escreveu o livro Iludido pelo Acaso: a influência oculta da sorte nos mercados, na vida e em 2007, A lógica do cisne negro, e entre outros livros, em 2012 lançou Antifrágil: Coisas que se beneficiam com o caos.

black and grey duck
Antifrágil, a lógica do cisne negro
Photo by Paweł Czerwiński on Unsplash

Antifrágil, A lógica do cisne negro

Nesse livro Taleb faz o que só a genialidade consegue – nos mostra o óbvio.

Ele nos apresenta um personagem que já conhecemos e com quem convivemos, desde o nosso nascimento e que nos acompanha até o último suspiro. 

Porém, a maioria de nós não o considera em seus planejamentos.

Estamos falando do imponderável –  acontecimentos no nível pessoal ou coletivo que criam frequentemente situações imprevisíveis e inesperadas e mudam o rumo de nossas vidas e a história da humanidade. 

E depois do acontecido, ficamos buscandos explicações e maneiras de evitá-las.

O nome do livro, que até parece aleatório, diz respeito a um fenômeno acontecido no século XVII na Austrália e que causou comoção : o raro surgimento de cisnes negros.

Começava a nascer o conceito de Antifragilidade que seria aprofundado no best seller: “Antifrágil: Coisas que se Beneficiam com o Caos”. 

Como tirar proveito do Caos?

Cada ser humano, diante de uma situação caótica, vai buscar formas de sobreviver e resistir no momentos de incerteza e vulnerabilidade, mesmo sendo frágil.

A antifragilidade vai além, é necessário aprender com os infortúnios e melhorar suas habilidades e soft skills.

Assim como um boxeador que assimila os golpes do oponente, mas, ao mesmo tempo, trabalha suas próprias fraquezas e fortalece as defesas, enquanto espera as oportunidades de ataque, quando o outro abaixa a guarda, utilizando técnicas que sequer treinou.

Antifrágil e a linha divisória entre resiliência e teimosia

Quando um boxeador é resistente aos golpes ele pode até vencer uma batalha, mas, se não souber tirar proveito das situações estressantes no ringue, provavelmente não levará o cinturão para casa.

Se apenas resistimos em momentos de crise, sem perceber como podemos melhorar nossas aptidões e sem procurar mudar hábitos e circunstâncias que possam diminuir os estragos do caos, atravessamos o limite da resiliência e entramos no campo da teimosia.

Não seria hora de fazer uma autoanálise sobre nossas crenças pessoais, nosso modelo de liderança e nossa maneira de responder em momentos difíceis?

A antifragilidade nos levará a dar um passo em direção a mudar nossa visão e aprender a dar as melhores respostas nos momentos de estresse e perigo, passando por eles enquanto aprendemos a perceber a origem dos problemas, os fatores que o agravam e como evitar ao máximo os seus estragos.

Como ser antifrágil na vida profissional e pessoal?

orange petaled flowers close-up photography
Antifrágil: mudando as perspectivas
Photo by Elise Goy on Unsplash

Muitas situações de nossa vida profissional fogem da nossa lógica e compreensão.

Segundo Taleb, a rotina empresarial é uma sucessão de imprevistos e situações que não se pode controlar.

Por isso, nao fuja dos problemas, aceite-os com naturalidade e torne-os  desafios estimulantes. 

Mudando sua perspectiva eles provavelmente mudarão de tamanho – para menor .

E, embora seja um conceito focado no ambiente empresarial, o antifrágil pode trazer muitos benefícios para a vida pessoal de cada um de nós.

Prepara-nos para a ação e os questionamentos transformadores.

Como diminuir os impactos diretos das crises em nossa vida?

O que essa situação está nos ensinando?

Coronavírus e a filosofia antifrágil

Estamos atravessando um momento bastante propício para testar a antifragilidade.

Diante da histeria coletiva e a ameaça real e iminente há oportunidades que precisam ser enxergadas, para que possamos melhorar a vida da coletividade.

A experiência de home office que a maioria das pessoas estão podendo experimentar, pela primeira vez, é uma grande ocasião para tornar as cidades mais sustentáveis, desonerar os transportes públicos, melhorar a qualidade do ar.

Mudar a visão que temos de acontecimentos indesejáveis nos ajudam a encarar com coragem os riscos. E pode potencializar nossas melhores habilidades nos relacionamentos com os outros e com nosso próprio dinheiro.

Também serve de guia para o amadurecimento pessoal e emocional, colocando-nos como protagonistas de nossa própria história, independente do enredo ou do capítulo que estamos vivendo. 

Quais serviços ou produtos você pode oferecer nesse momento para colaborar?

Quais serão as demandas que poderão surgir quando tudo isso passar?

aerial view of boat sailing on blue ocean
Antifrágil: um barco para atravessar as crises
Photo by Daniel Kuruvilla on Unsplash

Antifrágil: um barco para atravessar as crises

Todos nós, algumas vezes, nos perguntamos qual a nossa culpa e por que estamos sofrendo.

Esse sentimento de impotência diante de situações que não podemos controlar aumenta a nossa angústia e colabora para o crescimento do caos, nos momentos de incerteza.

Aceitar que acontecimentos ruins fazem parte da nossa jornada e buscar nossa melhor versão diante disso é um caminho possível, viável e tranquilizador.

A antifragilidade é um barco para atravessar os momentos de crise, bem vindo a bordo!

2 Replies to “Antifrágil: um caminho para vencer as crises?”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *