Home office na crise: oportunidade?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on reddit
Share on telegram
Share on whatsapp

person sitting on edge of rock looking at sea
Home office na crise: oportunidade?
Photo by Aleks Dahlberg on Unsplash


危機 esse ideograma chinês que se traduz como CRISE sempre foi utilizado para motivar, dizendo-se que também é sinônimo de oportunidade.

Embora a tradução não esteja correta,  segundo o site Wikipédia, não podemos negar que PERIGO e OPORTUNIDADE são lados de uma mesma moeda.

O mundo está sendo varrido por uma grande crise e esse texto foi escrito por alguém que está confinado por determinação das autoridades do governo britânico, em um dia que linhas de metrô começaram a ser suspensas.

Isso não deveria afetar a vida de quem faz há algum tempo trabalho remoto, mas a verdade é que mesmo para quem já vive a rotina de home office essa crise pode trazer questionamentos e oportunidades.

Home office na crise: isolamento social
Photo by Markus Spiske on Unsplash

Isolamento social, qual é a novidade?

De repente todo mundo se deu conta de que agora é necessário se isolar. Não se pode mais se reunir, falar olho no olho, de perto, abraçar e beijar.

Cada um agora, para se proteger e proteger aos outros, vai necessitar ficar na sua bolha.

Mas, já não era isso que vínhamos fazendo?

Quantas reuniões de família aconteciam em que as pessoas ficavam cada um no seu mundo, manipulando o celular?

Antes dessa pandemia, falávamos de como o isolamento social vinha prejudicando nossa saúde emocional e nos assustamos com o aumento do suicídio em todo o mundo.

Agora, vamos ter que continuar a cultivar esse isolamento, mas não por conta própria e sim por um acaso do destino, Deus, lei da causa e efeito, morcegos da China, guerra bacteriológica ou o que quer se seja que gerou esse vírus.

Botão de reset: volta à essência

Home office na crise: “reset” para voltarmos à essência
Photo by JR Korpa on Unsplash

Parece que algo ou alguém mais poderoso que nós resolveu apertar o botão RESET e nos fazer voltar para a essência de tudo: 

  • valores familiares, 
  • responsabilidade consigo mesmo e com os outros,
  • valorizar trabalhos que não eram lembrados,
  • percepção da importância de cada gesto, 
  • olhar cauteloso com o lado dos outros,
  • discutir e propor soluções ao invés de apenas apontar culpados,
  • lutar contra ameaças reais…

Mas o medo e o egoísmo que esvazia gôndolas de supermercado, dissemina fake news e piadas de mal gosto e a ansiedade de “se salvar” estão criando um “vírus” maior que o Corona.

brown and white bread on display counter
Home office na crise: não deixe que o medo seja maior que o Corona.
Photo by Boris Dunand on Unsplash

Fique atento para não cair nessa! Como nos proteger de tudo isso?


Hora de ocupar a mente

Ocupe sua mente com tarefas produtivas.

Que tal começar a escrever seu primeiro livro? Montar aquele quebra-cabeças que você nunca termina ou arrumar as gavetas?

Está preocupado com o futuro do seu trabalho? Procure um curso on-line que possa enriquecer seus conhecimentos. Acesse o Google Academico ou debruce-se sem pressa sobre o seu currículum e capriche na reformulação dele.

Agora é hora de conhecer melhor o mindfulness e ficar exatamente focado no presente momento, fazendo com extrema consciência cada movimento do seu corpo e mente.

Não sobrecarregue o seu emocional pensando o que será que vai acontecer com o planeta.

Se você está em home office concentre-se na sua área de atuação: sua casa, seu quarto, seu desktop e nas tarefas que planejou para o seu dia.

Se você tem a chance de fazer trabalho remoto pela primeira vez, sugerimos que leia alguns de nossos posts:

Marinheiros de primeira viagem

woman entering house
Home office na crise: cuide da sua cabeça
Photo by K. Mitch Hodge on Unsplash

Quem experimenta pela primeira vez essa forma de trabalhar, compulsoriamente, terá de passar por algumas circunstâncias até que consiga produzir de maneira mais fluída e feliz.

A preocupação com os entes familiares que podem estar no grupo de risco poderá tirar o seu foco.

E se você fizer parte desse grupo vai se sentir mais vulnerável tendo de lidar com uma solidão imposta.

O início do trabalho remoto deveria ser um momento de excitação positiva e até uma conquista sonhada,  mas, a essa altura dos acontecimentos, tem sido tomado como uma medida carregada de pesar e medo.

Respire fundo e procure enxergar as coisas da forma mais tranquila e racional possível , adotando os procedimentos recomendados por médicos e autoridades epidemiológicas e as técnicas do mindfulness.


Home office na crise: um roteiro para a Netflix


Essa experiência parece ter sido escrita por algum roteirista de Hollywood ou Netflix, mas ela terá um final feliz, temos que acreditar nisso!

Quando tudo isso passar, voltaremos a viver livres novamente para ir e vir como e quando quisermos.

Nesse momento, esperamos que todos tenhamos conseguido abandonar os velhos hábitos do auto-isolamento voluntário de outrora, redescobrindo o prazer de viver em sociedade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *