Cookies: como o marketing das agências de viagem online afeta os nômades digitais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on reddit
Share on telegram
Share on whatsapp


Nos últimos anos a Internet tem ameaçado muitos segmentos de negócios sólidos e tradicionais, que estavam acima de qualquer tempestade. Muitos sucumbiram, como foi o caso de gigantes, da revelação e impressão em papel, de fotografias (p.ex Kodak) e as franquias de locação de dvd´s e games (Blockbuster).

Ela transformou o consumidor em um mutante, e o mantém assim no ritmo da veloz espiral ascendente de inovações, desafiando os empreendedores e rastreando a todos quando simplesmente clicamos no CTA (call to action): “ACEITO A POLÍTICA DE COOKIES” ( condição que se não aceita, nos exclui da roda da tecnologia).

E empresas que querem sobreviver e clientes que querem continuar consumindo vão ter de se acostumar com ela. Descubra como ela mudou a nossa vida, agora.

Cookies: uma ferramenta do Marketing Digital

Os cookies estão presentes em nossa vida e a cada inscrição ou acesso em um canal, blog,  redes sociais, etc, lá estão eles registrando e analisando a nossa presença.

Aceitá-los é uma das coisas que se tornam automáticas devido a sua repetição sistemática. E a maioria das pessoas nem imagina o que seja.

Mas há vantagens: os cookies, por exemplo, têm revolucionado o marketing das agências de viagem e incentivado o Nomadismo digital.

Essa ferramenta é uma revolução no marketing de 1-para-1, ou seja, na individualização da relação das empresas com seus clientes.

De forma bem simplificada e ilustrada, vamos considerar que o cookie, é uma “marcação” do seu histórico de navegação que o seu computador e o sítio*, que você acessa, compartilham, quando você retorna.

Dessa forma, ficam registradas suas opções de busca, senhas e compras, por exemplo. Isso proporciona ao sistema da empresa de banco de dados de visitantes conhecer a sua individualidade. Passando a oferecer cada vez mais alternativas relacionadas ao seu histórico.

A revolução das agências de viagens

Um dos negócios que também sofreu uma forte influência digital foi o de agências de viagem.

Vários aplicativos hoje comparam preços de passagens aéreas, sugerem um grande leque de opções de hospedagem e locação de carros, além de compra de pacotes turísticos.

Tudo ficou fácil e rápido. E se você esqueceu algum destino, os cookies estão atentos:

eles têm recursos que criam também uma relação de hábitos de consumo seu com de outras pessoas.

Repare como é comum aparecer, numa pesquisa, uma mensagem do tipo:” pessoas que buscaram hotéis em Creta, também pesquisaram hotéis em:

  • Atenas,
  • Espanha,
  • Turquia
  • etc.

O nomadismo digital e as agências de viagens online

Essas facilidades e ferramentas são também responsáveis pelo crescimento do nomadismo digital.

Que podem explorar vários destinos, criando um encadeamento de estadias em locais diferentes e próximos, passo a passo, até chegarem do “outro lado do mundo”.

E o marketing das agências de viagens online acabam ajudando na decisão de compra por impulso, alterando drásticamente os hábitos de consumo, em um segmento que, no passado, cada movimento do cliente era demorado, adiado e até cancelado ou esquecido.

Agora que você já sabe a função dos cookies, relaxe e procure o seu próximo destino. E deixe a Internet te surpreender.

E se precisar de um outoffice, conte com o Outoo!

Gostou? Compartilha com seu amigo que tem medo de cookies 🙂

*Nota da redatora: o termo sítio foi usado para se referir a qualquer tipo de URL (site, blog, rede social, etc) e diferenciar do que chamamos de site.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *